Pão Caseiro no Tacho

Pão Caseiro

PARTILHAR :

Share on facebook
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

IR PARA :

Pão Caseiro acabado de cozer, ainda quente, é prazer em estado puro! Esta receita de pão caseiro simples, sem máquina, cozido na panela, resulta num pão rústico maravilhoso. Aqui em duas versões: com e sem amassar e com uma levedação rápida e outra lenta. 

Pão Caseiro - Pão de Tacho

Como Fazer Pão Caseiro Simples

Longe vão os dias em que ou se cozia pão, ou se comprava na padaria… hoje conseguimos ter pão na padaria, no supermercado, nos cafés e nas pastelarias e é tão bom quando está quentinho acabadinho de cozer… como o conseguimos comprar com muita facilidade, já são (ou eram) poucos aqueles que se dedicam a fazê-lo em casa.

Eu incluída! Nunca tive a paciência para o pão que tenho para a pastelaria… posso estar 3 dias de volta duma massa folhada que não me parece muito, já 3 horas de volta do pão não me atraiam absolutamente nada, até porque vivo numa localidade onde há uma generosa oferta de pão com qualidade, confeccionado ainda à moda antiga. 

Até que em Março de um dia para o outro ficámos todos em casa e o mindset mudou! Agora, além dos pães doces, das focaccias, dos pães com recheios vegetarianos, queria garantir que teríamos todos os dias pão de manhã, mas sem ter de ficar de “castigo” todos os dias a amassa-lo ou a comer soda bread.    

Pão sem Amassar

O conceito de pão sem amassar, não era novo para mim, li sobre isto há uma série de anos num artigo do The New York Times, com desconfiança pois contradizia tudo o que tinha aprendido quer na escola quer em trabalho, até que as bloggers americanas começaram a partilhar as suas adaptações à receita, com resultados bem atractivos ao que chamavam de Miracle Bread, No-Knead Bread e por aí fora. Esse artigo de 2006 foi o impulsionador do livro sobre o tema: My Bread: The Revolutionary No-Work, No-Knead Method (2009) e é o artigo culinário do NYT mais lido até hoje.

Pão Rápido

A realidade é que depois de experimentar, percebi o motivo da admiração por parte das bloggers americanas, a ponto de lhe chamarem Miracle Bread!  Misturar os ingredientes, colocar no frigorifico ou num local não muito quente durante a noite e cozer logo pela manhã é maravilhoso! São 5 minutos de trabalho com a recompensa fabulosa que é ter pão quentinho na mesa assim que o dia começa.  

 

pao feito em casa

Pão da Filipa Gomes

Entretanto estamos todos em casa e de um dia para o outro acaba o fermento de padeiro nos supermercados, a farinha passa por alguns períodos de ruptura e anda tudo maravilhado com o PãodeMía, que é a versão da Filipa do Pão sem Amassar e Portugal rende-se! 

Pão Caseiro Português

Crocante e com corpo, sff! Foram precisas algumas tentativas até que cheguei a um pão que preenche os requisitos dos exigentes clientes cá de casa! E fazer pão é uma arte! Perceber a massa, o ponto de levedação, o pão que vai formar, a temperatura a que coze, a humidade, é uma arte… e é por isso que há o pão maravilhosamente bom e o outro… é por isso que há cada vez mais padarias artesanais… e foi assim que me voltei para o estudo do pão e com a desculpa excelente para por tudo o que estudava em prática e desde então tenho feito pão todas as semanas.

Receita de Pão Caseiro

Para a mesma receita, utilizo dois métodos distintos:

  1. Amasso e cozo no mesmo dia. Levedação mais rápida.
  2. Misturo e só cozo no dia seguinte. Levedação lenta.

Quando quero pão para o dia, gosto de o amassar na batedeira (pode ser à mão, só demora mais tempo) para que desenvolva o glúten e se forme a teia elástica que dá densidade ao pão. Leveda, durante uma ou duas horas, em temperatura ambiente, tendo e cozo.

 Quando só quero para o dia seguinte, ou porque não preciso, ou porque não tenho tempo, misturo todos os ingredientes e guardo no frigorífico, ou em local fresco, durante no mínimo 8/10h, fechado hermeticamente. No dia seguinte, tendo e descansa enquanto o forno aquece.

paes de tacho
E porquê duas maneiras distintas?

Porque gosto do pão com densidade e para isso o glúten tem de desenvolver, tem de estar activo, só assim cria a rede elástica que nos dá a densidade que  tanto apreciamos no pão.

Na levedação lenta isso acontece por si só a partir do momento em que adicionamos água à farinha e a misturamos e depois lhe damos tempo e é por isso que precisamos das 8/10 horas no mínimo. 

Sem tempo para que as moléculas do glúten trabalhem sozinhas, precisam de ajuda trabalhando, amassando, a massa e criando assim a teia elástica que dá a densidade que gostamos no pão.

Pão de Tacho

O tacho de ferro fundido tem um papel muito importante em todo este processo pois ele aquece e mantém o calor como nenhum outro e como este pão tem uma proporção de água elevada, assim que entra em contacto com o ferro quente e o tacho é tapado começa a libertar humidade, que é essencial para a formação da crosta do pão na sua fase inicial, o calor faz o resto. E esta é uma forma genial de conseguir bom pão caseiro em casa.

Como o pão precisa de tempo para cozer, faço sempre dois ao mesmo tempo para assim rentabilizar o tempo de forno e a forma que melhor resulta para mim, são 30 minutos de muito calor, 10 de forno mais brando e depois outros 10 de forno desligado. 

O pão aguenta alguns dias sem problema algum e também pode ser congelado, que é a norma por aqui, já fatiado depois de frio.

Receita de Pão Caseiro Simples e Rápido

Uma receitas em duas versões uma mais lenta e outra mais acelerada é o que temos hoje por aqui.  

Video: Pão Caseiro no Tacho

Reproduzir vídeo

Receita de Pão Caseiro Simples e Rápido

Preparação:

5 minutos

Rendimento:

2 Pães de 850gr aprox.

pronto em:

Amassar: 10 minutos

Levedar: 1 a 2horas ou durante a noite

Cozer: 50minutos

Arrefecer: 20 minutos

Ingredientes:
  • 1kg farinha T65 (farinha para pão), ou mistura de farinha de centeio, cereais ou outras.
  • 750ml água morna a 37ºC
  • 8/9gr de levedura seca (fermento seco de padeiro)
  • 15gr de sal
  • nota: esta quantidade dá dois pães, que cozo em 2 tachos de 20cm ao mesmo tempo.

Como Fazer:

  1. Com batedeira:
    1. Colocar a água morna na cuba da batedeira e polvilhar a levedura por cima. Misturar e cobrir com um pano, cerca de 10 minutos.
    2. Verter a farinha e com o gancho da batedeira envolver, adicionar o sal e envolver.
    3. Bater em velocidade média durante 7 a 10 minutos.
  2. À mão, sem batedeira:
    1. Colocar a água numa taça e polvilhar a levedura/ fermento de padeiro por cima. Misturar e cobrir com um pano, cerca de 10 minutos.
    2. Adicionar a farinha e o sal e misturar muito bem com uma colher.
  3. Passar para um recipiente limpo, polvilhado com farinha ou azeite, cobrir e deixar levedar:
    1. Para cozer no mesmo dia: até dobrar volume, o que demora entre uma a duas horas. (levedação rápida)
    2. Para cozer no dia seguinte: Colocar num recipiente com tampa e guardar no frigorífico até à hora de cozer. (levedação lenta)
  4. Quando a massa estiver quase pronta para cozer, ligar o forno a 230ºC e colocar os tachos a aquecer de imediato.
  5. Moldar dois pães, na bancada polvilhada com farinha e cobrir com um pano enquanto o forno aquece.
  6. Deixar os tachos aquecer mais 5 a 10 minutos depois do forno atingir a temperatura.
  7. Retirar do forno e colocar um pão em cada tacho. Dar um corte em cada pão, tapar e levar a cozer durante 30 minutos.
  8. Após os 30 minutos, tirar as tampas aos tachos e baixar a temperatura do forno para 180 e cozer durante mais 10 minutos.
  9. Após os 10 minutos a 180ºC desligar o forno com os pães lá dentro e sem abrir a porta do forno, e deixar ficar durante mais 10 minutos.
  10. Passado este tempo, retirar os tachos do forno, retirar o pão dos tachos e deixar arrefecer 20 minutos (no mínimo) em cima da grade de arrefecimento e servir.   

Notas:

  • Com esta mesma base de pão, confecciono diferentes tipos de pão e misturo diferentes farinhas. Um pão que faço com frequência leva 100gr de centeio, 200gr de farinha com 9 cereais e 700gr de farinha T65. Um outro pão que também gosto muito de fazer leva 500gr de farinha T65 e 500gr de farinha 9 cereais. Em todos utilizo o mesmo processo.
  • A quantidade de sal pode ir até às 20gr (2%). Por cá estamos habituados a pouco sal, se sentires insonso, numa próxima fornada aumenta um pouco a quantidade de sal.

Quando confeccionares esta receita,
partilha connosco o resultado 😍
Para podermos ver, identifica-nos:

@pastelaria.online no INSTAGRAM
@escola.pastelaria no FACEBOOK

Beijinho doce e Bons Bolos 

Receitas no teu email?

Subscreve a nossa newsletter e recebe todas as novidades quando ainda estão quentinhas.

Ocorreu um erro ao realizar a tua inscrição, por favor tenta novamente.
A tua assinatura foi realizada com sucesso.


Aceita a utilização de cookies e concorda com a política de privacidade deste site?