folar da pascoa

Folar da Páscoa

PARTILHAR :

Share on facebook
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

IR PARA :

O Folar da Páscoa é sinónimo de tradição portuguesa e sobretudo nesta época do ano tem garantido lugar à mesa. A sua origem é humilde pois era feito “com o que havia à mão” mas os sabores e aromas eram bem pronunciados. Hoje em dia há muitas versões de Folar e a que vos trago hoje é a dum Folar de Páscoa doce e macio com suaves nuances de erva doce e canela, pois é assim que mais gosto dele.  

Este Folar da Páscoa faz parte da nossa escolha doce para a Páscoa deste ano, descobre todas as outras receitas aqui: Páscoa 2021

Folar de Páscoa Tradicional

Folar da Páscoa: a lenda

Acredita-se que o Folar da Páscoa se começou por chamar folore e só mais tarde Folar nome que prevaleceu até aos nossos dias. É um doce muito humilde que carrega consigo uma lenda que celebra a amizade e reconciliação e é por isso tradição partilha-o à roda da mesa entre familiares e amigos. 

Conta a lenda que numa pequena aldeia havia uma moça, Mariana, que queria muito casar nova e a isso rezava a Santa Catarina que atendeu o seu pedido e dois pretendentes lhe enviou, um rico e um pobre. 

Sem saber qual escolher, Mariana voltou a pedir ajuda a Santa Catarina e nesse momento o pretendente pobre bateu-lhe à porta à procura de resposta dando como dia final o Domingo de Ramos, mal sabia Mariana que o pretendente rico nesse mesmo dia também a procuraria para saber o que havia ela decidido.

Chegado o Dia de Ramos, uma vizinha corre a casa de Mariana muito aflita pois os seus pretendentes estavam envolvidos numa grande luta. Mariana correu e escolheu o pretendente pobre acabando assim com a luta, mas nas vésperas do Domingo de Páscoa correu a noticia de que o pretendente rico iria matar o pretendente pobre no dia do casamento e Mariana voltou a pedir ajuda a Santa Catarina.

No dia seguinte, Domingo de Páscoa, Mariana levou flores ao Altar de Santa Catarina e para sua surpresa ao chegar a casa tinha um bolo bem brilhante com ovos rodeado das flores que havia deixado no altar. Surpresa correu a casa de seu noivo que encontrou a meio do caminho e que lhe contou que recebera oferta igual. Convencidos de que havia sido o pretendente rico, vão juntos a sua casa e para surpresa de todos, também ele havia recebido oferta igual e assim se reconciliaram e celebraram a amizade e Mariana viveu sempre com a certeza de que havia sido obra de Santa Catarina.

Assim no Domingo de Ramos os afilhados oferecem às madrinhas ramos de violetas e as madrinhas por sua vez oferecem folares aos afilhados no Domingo de Páscoa.

Folar da Páscoa à moda antiga

O Folar da Páscoa à moda antiga é um Folar bem humilde pois antigamente era feito com o que havia à mão e por isso não era uma massa rica, era rica em sabor, mas não tinha ovos, leite ou gorduras animais. 

Tradicionalmente era confeccionado com farinha, um pouco de açúcar, sal, raspa de limão, canela e erva doce, azeite, fermento de padeiro e água sendo depois cozido no forno a lenha. 

Hoje em dia há folares para todos os gostos, mais ou menos doces, mais ou menos macios variando conforme os costumes e zonas do país.

Receita de Folar da Páscoa Fofo

Humilde, simples, mas fofo é o Folar da Páscoa que escolhi para este ano e confesso que é assim que gosto deles; cheios de aroma, mas com a massa fofa! 

E é essa massa fofa que hoje vos vou ensinar a fazer.

Dicas para o Folar de Páscoa Fofo Perfeito:

  • Começar por fazer a esponja e deixar levedar entre 30 minutos a 1 hora. Este passo, bem simples, é uma excelente ajuda em massas doces resultando numa massa mais leve, perfeito quando o objectivo é um folar de páscoa macio.
  • A utilização do leite em pó, que sendo facultativa, ajuda a que o folar da páscoa fique mais macio pois a gordura presente no leite actua como que um suavizante na produção de glutén o que torna este ingrediente outra excelente ajuda se o objectivo for um folar de Páscoa macio, além de contribuir para a tonalidade mais escura o que se deve à caramelização dos açúcares presentes na sua composição.
  • O Rum entra na receita, também facultativamente, mas a sua função é a de trazer aroma e de também amaciar a produção de glutén.
  • Tempo! Respeitar o tempo que a massa precisa para levedar é a melhor de todas as dicas. Quando se fala em tempo de levedações é sempre indicativo, pois a forma como a massa reage é que manda e a temperatura tem todo o poder de actuação nesta matéria, e sendo a temperatura muito variável de casa para casa, também o tempo necessário à levedação varia. Em temperaturas mais baixas, será necessário mais tempo, em temperaturas mais altas será mais rápido. Por aqui quando tenho o forno livre utilizo-o como “câmara de levedação” criando um ambiente morno, com um copo de água acabada de ferver que vou renovando para manter uma temperatura, que não deixo que passe os 30ºC (Termómetro de forno é aquele ajudante obrigatório aqui) 
Nota:

Testar receitas, muitas vezes ao limite, é um dos trabalhos que fazemos aqui no pastelaria.online e esta não foi excepção o que me permitiu concluir que:

  • Quer o leite em pó, quer o Rum são facultativos nesta receita, mas é a sua utilização que ajuda na maciez da massa.
  • Esta mesma receita, com as mesmas quantidades exactamente, mas sem estes dois ingredientes – leite em pó e Rum – resultam num folar igualmente saboroso, mas mais denso. Caso seja esse o teu tipo de folar, só precisas de eliminar estes dois ingredientes.

Receita de Folar da Páscoa Doce

Fofo e de aromas bem presentes a canela, erva doce e limão, é a proposta de hoje para que a tradição continue a estar presente nas nossas mesas nesta época tão especial que é a Páscoa. 

A sua confecção é bastante simples e a única exigência que faz é a que lhe seja dado o tempo necessário para que possa levedar e assim resulte no Folar de Páscoa leve, fofo e doce que tanto gostamos. 

Video: Como fazer um Folar da Páscoa

Reproduzir vídeo

Receita de Folar da Páscoa

Preparação:

5 minutos

Rendimento:

3 folares de 1 ovo com 500gr cada

1 folar de 1 ovo com 500gr + 1 folar de 2 ovos com 1kg

pronto em:

30m para amassar, tender, pincelar

tempo de levedação que varia entre 2h e 4h

30 a 40 minutos de cozedura 

 

Ingredientes:

Esponja:

  • 125gr farinha T55 
  • 100ml leite morno
  • 10gr fermento padeiro seco

Massa:

  • 500gr farinha T55 + um pouco caso seja necessário ajustar a massa.
  • 150gr açúcar
  • 100 manteiga à temperatura ambiente
  • 6gr sal
  • 7 ovos (3 para a massa 3 para cozer 1 para pintar)
  • 10gr leite em pó
  • 1 colher de chá de erva doce (4gr)
  • 1 colher de chá de canela (2gr)
  • 20ml Rum
  • 2 limões – raspa (14gr)
  • 80ml leite morno

Como Fazer:

Esponja:

  1. Colocar na cuba da batedeira os 125gr de farinha, os 100ml de leite morno e o fermento de padeiro, misturar tudo durante 1 minuto, tapar e deixar levedar cerca de 20 a 30 minutos em ambiente quente. A esponja deve aumentar o volume, ficando com um aspecto mais suave e algumas bolhas e se necessário deixar levedar durante mais tempo, podendo ir até aos 60 minutos.

Massa:

  1. Adicionar os restantes ingredientes e amassar durante cerca de 12 minutos: 5 minutos em velocidade média/baixa e os restantes 7 minutos em velocidade média/alta.
  2. Colocar dentro duma taça com um pingo de azeite, ou polvilhada com farinha e deixar levedar até dobrar o que pode levar entre 1 a 2 horas. 
  3. Entretanto cozer 3 ovos para que estejam frios na hora de aplicar.
  4. Dar uma suave amassadela para tirar o ar e dar forma.
    1. Reservar 250gr de massa para as tiras decorativas.
    2. Para fazer 3 folares de 1 ovo, dividir a massa em três partes com cerca de 300gr/320gr cada.
    3. Para 1 folar de 1 ovo e 1 folar de 2 ovos, dividir a massa em uma parte com cerca de 320gr, restando outra com cerca de 775gr.
  5. Deixar levedar até quase dobrar o tamanho, entre 30 minutos a 1 hora.
  6. Entretanto pré aquecer o forno a 180ºC e imediatamente antes de enfornar pincelar os folares com o ovo batido e levar a cozer durante aproximadamente 30 minutos para os folares pequenos (de 1 ovo) e 35 a 40 minutos o folar de 2 ovos.

Quando confeccionares esta receita,
partilha connosco o resultado 😍
Para podermos ver, identifica-nos:

@pastelaria.online no INSTAGRAM
@escola.pastelaria no FACEBOOK

Referências:

Histórias com História: Folar da páscoa 

Beijinho doce e Bons Bolos 🧁

Receitas no teu email?

Subscreve a nossa newsletter e recebe todas as novidades quando ainda estão quentinhas.

Ocorreu um erro ao realizar a tua inscrição, por favor tenta novamente.
A tua assinatura foi realizada com sucesso.


Aceita a utilização de cookies e concorda com a política de privacidade deste site?