Utensilios Cozinha pastelaria

Bolos: A lista de utensílios básicos indispensáveis

PARTILHAR :

Share on facebook
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

Esta é uma das questões que mais recorrentemente nos é colocada: O que é mesmo essencial ter ou comprar para começar a fazer bolos? 

Aparentemente é de resposta simples, mas a realidade é que por norma temos objectivos distintos, diferentes necessidades e também diferentes carteiras. Assim, reunimos neste artigo aqueles utensílios que para nós são essenciais. Estes são os utensílios e equipamentos que nos permitem fazer quase tudo e pode aumentar a partir daqui com a entrada das especificidades de cada tipo de trabalho. 

Bolos: A lista de utensílios básicos indispensáveis

Batedeira

  • Se fizeres muitos bolos, uma batedeira planetária vai acabar por se tornar uma necessidade, pois enquanto bate ficas com as mãos livres para outras coisas, além de conseguires um maior e melhor volume nos batidos, bater massas mais pesadas como a de pão e também mais quantidade de ingredientes pois são motores mais fortes.

  • Se por outro lado o objectivo não é fazer muita quantidade de bolos ou cremes, uma batedeira manual faz o trabalho (passaram-se mais de 10/15 anos sem que eu voltasse a mexer numa batedeira manual, costumava dizer que eram batedeiras de brincar mas a realidade é que são uma excelente ajuda quando se trabalham quantidades pequenas, como é o caso agora em que são muitas as vezes em que é chamada ao serviço aqui no Pastelaria.Online).
batedeira pastelaria

Balança

  • Essencial. Insubstituível. É a única forma de garantir uniformidade nas receitas. Recomendo uma balança digital pela facilidade de trabalho e rigor na pesagem.
Balança Pastelaria

Colheres e Chávenas medida

  • Se por outro lado preferires trabalhar à chávena, ou utilizares esta forma como medida para alguns dos teus ingredientes, são recomendadas as medidas estandardizadas para que o resultado final seja sempre o mesmo, ou o mais próximo possível.

  • O mesmo se passa com a utilização de colheres e sendo a pastelaria resultado da combinação certa dum conjunto de ingredientes a utilização de medidas padrão é altamente recomendada. Como exercício verifiquem o volume que têm as diferentes chávenas e colheres em vossa casa e vão encontrar resultados interessantemente diferentes. Muitas vezes é a utilização duma medida – chávena ou colher – incorrecta que transforma uma receita deliciosa, numa banal ou a não repetir simplesmente pelo facto da medida se ter tornado desproporcional relativamente aos outros ingredientes.
colheres medidas pastelaria

Taças, Tachos e Panelas

  • Taças de diferentes tamanhos para que possas bater de forma correcta (com espaço para crescer) e confortável os batidos ou massas.

  • Tachos e panelas, de preferencia de fundo grosso para que possas cozer cremes, caramelos, caldas e recheios em segurança e qualidade. 
Taças Tachos Pastelaria

Formas

 

  • de diferentes tamanhos e formatos, de acordo com o objectivo a que te propões. Para bolos redondos simples os tamanhos 20/22/24 são os mais utilizados e se puderes ter pelo menos duas formas de cada um destes tamanhos, vai facilitar-te e muito a vida. No caso de bolos de andares, para complementar os tamanhos acima recomendo os tamanhos 16 e 18. 

  • Esta é uma colecção em constante crescimento… dizem-me os anos passados nisto que há tendências, gostos pessoais e muita, muita oferta o que por vezes dificulta a escolha. Simplifica o processo, escolhendo as formas que sentes que mais vais utilizar, tem sido assim por aqui e tem resultado.
Formas de Pastelaria

Espátulas – Facas – Raspas – Peneiras – Pincéis – Varas

  1. Nivelador: não é obrigatório, mas que ajuda: ajuda! Que facilita: facilita! Com ele consegues sem esforço nivelar os bolos para que todas as camadas fiquem certas e uniformes.

  2. Espátulas angulares e lisas – grandes e pequenas: indispensáveis se trabalhares com cremes e recheios nos bolos, pois é com elas que espalhamos os recheios e aplicamos as coberturas. 

  3. Pincéis: para espalhar a gordura nas formas ou tabuleiros, passar ovo ou leite nos pães, calda nos bolos. Se puderes tem mais que um e identifica-os, sobretudo os que trabalham com gordura.

  4. Raspa/Salazar/Maryse: evitam percas de massas, pois raspam tudo! Permitem envolver sem bater em demasia e desenvolver o glutén por exemplo. As raspas são excelentes ajudantes quando trabalhamos massas de pão e também para acabamentos perfeitos nas laterais dos bolos.

  5. Facas lisas e de serrilha: as facas lisas e bem afiadas são aliadas na cozinha em inúmeras tarefas, descascar, cortar, pequenos ajustes só para mencionar algumas das tarefas. As facas de serrilha do tipo, faca de pão, são indispensáveis para quem faz bolos, pois permitem cortes limpos e certos nas massas.

  6. Microplane ou ralador: de laminas afiadas permite obter raspas finas para as as nossas preparações.

  7. Cuias: Ajudantes preciosas quando se trabalham massas pesadas, quer para trabalhar a massa, para cortar em porções e para apanhar tudo o que está na bancada.

  8. Colheres de plástico: altas e resistentes ao calor, permitem a confecção de preparados quentes sem que o vapor ou os salpicos nos queimem.

  9. Coadores: de diferentes tamanhos para que possamos coar as nossas preparações e eliminar elementos indesejados.

  10. Peneira: de preferência de rede fina, essencialmente para peneirar os pós (farinhas, fermento, bicarbonato, especiarias, cacau, etc) com que confeccionamos os nossos bolos. Desta forma garantimos uma mistura uniforme, bem como eliminamos possíveis grumos.

  11. Varas Manuais ou Fouet: este utensílio permite-nos bater cremes ou massas manualmente, com uma boa incorporação de ar e excelente capacidade de homogeneizar uma massa ou batido, pela forma e características que tem.

Tabuleiros – Grades de Arrefecimento – Tapetes de Silicone:

  • Tabuleiros: se pensares em fazer muitos biscoitos, ou doces pequenos é conveniente ter alguns tabuleiros extra para que não tenhamos o forno a trabalhar sem nada lá dentro (entre utilizações é conveniente que o tabuleiro arrefeça). 

  • Grades de arrefecimento: permitem às massas arrefecer sem que sejam obrigadas a segurar o vapor que ainda libertam quando saem do forno. Este processo resulta em massas esteticamente mais bonitas porque não encolhem tanto, o que facilita também (e muito) na hora de decorar ao mesmo tempo que permite que a massa se torne mais leve porque o vapor tem por onde sair.
  • Tapetes de silicone ou de cozimento permitem cozer por inúmeras vezes, sem necessidade de untar que o preparado não vai agarrar, evitam a utilização única de papel e no caso do silicone ou silpat, permitem o trabalho com temperaturas elevadas como é o caso do açúcar ou caramelo. Os tapetes microperfurados permitem uma cozedura uniforme de bolachas e biscoitos o que origina um trabalho muito perfeito e mais fácil se forem decoradas com pasta ou sobretudo glacê.
tabuleiros pastelaria

Termómetros de Cozinha:

  • só com a utilização do termómetro se consegue ler a temperatura de forma correcta. Aqui são indispensáveis o de forno, sobretudo para trabalhos mais minuciosos como por exemplo os merengues ou macarons e um de cozinha, que pode ser de agulha ou a infravermelhos, utilizo os de agulha para manter o mais possível a temperatura correcta quando confecciono fritos e para pontos de açúcar e infravermelhos para o chocolate. Se tivesse de escolher só um, seria o de agulha.
Termómetros Cozinha

Robot de Cozinha e Varinha Mágica:

  • Robot: não importa tanto o tamanho, mas um robot, ou um simples 1-2-3 é essencial para triturar, reduzir ingredientes.

  • Já a varinha mágica ou copo liquidificador têm a capacidade de emulsionar preparados como nenhum outro equipamento. 
robot de cozinha e varinha mágica

Básicos e descartáveis:

  • Rolo de papel de cozinha: a partir do momento em que passamos ao produto já cozinhado, sempre que for preciso limpar ou mexer devemos faze-lo com papel e descartar. Os panos de cozinha por muito limpos que estejam podem passar bactérias naquilo que é conhecido na cozinha como contaminação cruzada que se dá quando levamos, indevidamente, para um produto algo que não era dele nas nossas ferramentas ou utensílios.

  • Sacos de pasteleiro: necessários quando as preparações são tendidas manualmente como por exemplo eclairs, macarons ou profiteroles. 

  • Boquilhas lisas e frisadas, pelo mesmo motivo mencionado acima e preferencialmente de 2 ou 3 tamanhos.

  • Régua ou Fita: só conseguimos medidas certas com as ferramentas certas a auxiliar-nos.

  • Rolo: para esticar massas. Essencial!

  • Conjunto de cortadores redondos: este é um daqueles utensílios que tenho desde sempre. Muitas vezes está meses sem ser utilizado, mas quando é preciso é bom saber que não tenho de parar nada porque eles estão ali prontos para tudo.
  • Película aderente: é com ela que cobrimos todas as preparações, impedindo assim que bactérias se desenvolvam e deixando as nossas preparações protegidas.

  • Papel Vegetal: embora utilize cada vez menos porque escolho os tapetes, há preparações/utilizações para as quais ainda utilizo, como forrar o interior duma forma ou para macarons por exemplo e por este motivo ainda é um descartável com presença obrigatória na minha cozinha.
rolo e descartáveis cozinha

Quando confeccionares esta receita,
partilha connosco o resultado 😍
Para podermos ver, identifica-nos:

#pastelaria.online no INSTAGRAM
@escola.pastelaria no FACEBOOK

Beijinho doce e Bons Bolos 

Receitas no teu email?

Subscreve a nossa newsletter e recebe todas as novidades quando ainda estão quentinhas.

Ocorreu um erro ao realizar a tua inscrição, por favor tenta novamente.
A tua assinatura foi realizada com sucesso.


Aceita a utilização de cookies e concorda com a política de privacidade deste site?