Bolo victoria

Bolo Victoria | Victoria Cake

PARTILHAR :

Share on facebook
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

IR PARA :

O Bolo Victoria é talvez o mais clássico e tradicional bolo de Inglaterra estando presente em muitas datas e eventos especiais. A sua confecção é muito simples e talvez seja esse o segredo! Manteiga, açúcar, ovos e farinha em iguais proporções são a base para este bolo amanteigado e muito fofo que é depois recheado com creme de manteiga e compota de framboesa. 

Bolo victoria para o dia da mãe

Victoria Sponge Cake | Victoria Sandwich | Victoria Cake

Qualquer um destes títulos nos conduz ao mesmo bolo. Um bolo amanteigado, muito fofo e leve, composto por duas partes que se unem com recheio de compota de framboesa de um lado e buttercream (ou creme de manteiga) do outro, num casamento perfeito que é depois finalizado com açúcar em pó polvilhado cobrindo todo o bolo.

Simples assim!

O Bolo Victoria é um bolo despido, estilo naked cake e é talvez um dos mais conhecidos bolos em Inglaterra, estando presente em muitos eventos e datas especiais. 

Conta a história que era o bolo preferido da Rainha Victória de Inglaterra que todos os dias comia uma fatia ao final da tarde com o seu chá e que por isso tem o nome de Bolo Victoria, ou Victoria Sponge Cake.

O Bolo Victoria tornou-se muito popular a partir de 1840 com o aparecimento dos fornos domésticos e do fermento em pó, pois era assim muito mais fácil conseguir bolos fofos, mantendo a sua popularidade até aos dias de hoje. 

Como Fazer Bolo Victoria

O Bolo Victoria é um bolo bastante simples de confeccionar, tem no entanto alguns pontos críticos para que resulte num bolo leve e fofo. 

  • Qualidade dos ingredientes: este bolo é tão humilde que é fundamental escolher bem os ingredientes.
    • Felizmente para nós, por cá as manteigas são regra geral muito boas, mas se estás fora, escolhe uma que seja rica em teor de matéria gorda. (manteigas estilo europeu)
    • Ovos, são tamanho L
    • Farinha é sem fermento e para bolos ou T55.
    • Amido de Milho: não é de todo obrigatório e caso não tenhas, substitui por igual quantidade de farinha. O amido dá uma ajudinha quando queremos bolos mais fofos pois actua como um suavizante na formação da teia de glúten, que não queremos desenvolver neste tipo de bolo.
    • Baunilha: da melhor qualidade possível, em vagem, extracto ou em pasta. Se não tiveres acesso, não gostares ou não valorizares este sabor, elimina da receita, mas por favor não substituas por essência artificial.
  • Ingredientes à temperatura ambiente.
    • Iremos fazer este bolo pelo método cremoso e só conseguiremos um bolo fofo se a manteiga estiver bem suave. Caso seja necessário, leva-a uns segundos ao microondas sem no entanto deixares derreter.
    • O mesmo com os ovos que iremos adicionar aos poucos à mistura cremosa de manteiga e açúcar. Se estiverem frios, vão contrair a manteiga e arruinar todo o processo feito até essa altura podendo no limite fazer com que a mistura se separe. 
    • De igual forma, para fazer um bom buttercream precisamos que a manteiga esteja à temperatura ambiente e bem macia.
  • Confecção:
    • Há diversas formas de confeccionar o bolo victoria, mas a minha preferida é pelo método cremoso em que se bate a manteiga com o açúcar até que fica fofo e esbranquiçado e é neste passo que reside o “segredo” para que a massa fique leve e fofa. Sem pressa, é bater até que a massa fique volumosa e quase branca o que pode levar alguns minutos. 
    • Os ovos, que devem de estar à temperatura ambiente, batem-se suavemente e adicionam-se pouco a pouco incorporando completamente entre cada nova adição. Se sentires que a massa está a começar querer separar, vai acrescentando uma colher de farinha quando adicionares ovo.
    • A farinha, amido de milho e fermento em pó, devem ser peneirados duas vezes para garantir que uma mistura perfeita destes três ingredientes. 
    • A farinha, amido e fermento, envolvem-se manualmente e com suavidade, para que não se desenvolva a teia elástica de glúten. 
  • Compota de framboesa ou morango:
    • Podes confeccionar de raiz ou optar por comprar feita.
      • Caso optes por comprar feita, escolhe uma de boa qualidade pois é ela que dá personalidade ao Bolo Victoria.
      • Se preferires fazer, deixa-a ganhar ponto firme para não ser absorvida pela massa do bolo. Queremos sentir a compota ao comer o bolo.

Bolo Victoria: Tradicional ou com um twist?

Tradicionalmente o Bolo Victoria serve-se com buttercream ao estilo americano (açúcar em pó e manteiga) e com compota de framboesa. Por cá, o buttercream nem sempre é do agrado de todos muito porque culturalmente não crescemos a consumi-lo e o nosso paladar muitas vezes prefere recheios mais leves.

Se for esse o teu caso é de muito fácil solução e só tens de substituir o buttercream por um  recheio de tua preferência que podem ser umas simples natas batidas para um creme mais leve, ou uma mistura de natas com queijo mascarpone para um creme com um pouco de mais consistência. Deixarei as quantidades necessárias para estas duas opções nas notas na receita abaixo. 

O mesmo se aplica à escolha da compota. O Bolo Victoria tradicional pede compota de framboesa, sendo também muito comum a de morango, mas dá-lhe o teu próprio twist e recheia com a compota que mais gostares. Aqui importa saber que este é um bolo mais para o doce e que uma combinação com alguma acidez funciona melhor.

Bolo Victoria ou Victoria Cake

É o bolo escolhido para celebrar o dia da Mãe em 2021 💝  Simples e rápido de confeccionar para que não haja nenhuma desculpa. Nem com os ingredientes, que por certo todos temos em casa: manteiga, açúcar, ovos e farinha, sendo o resto facultativo 😉  acompanha com creme de manteiga (ou chantilly) e compota de framboesa ou morango. 

Simples e Delicioso! 

Video: Bolo Victoria para o dia da Mãe

Reproduzir vídeo

Receita de Bolo Victoria

Preparação:

5 minutos

Rendimento:

12 fatias

pronto em:

1h30m

Ingredientes:

Bolo:

  • 170gr manteiga (utilizei com sal)
  • 170gr açúcar (fino)
  • 3 ovos (L)
  • 1 colher de chá de baunilha (facultativo)
  • 160gr farinha T55
  • 10gr amido milho (maizena / facultativo)
  • 5gr fermento em pó 
  • q.b. açúcar em pó para polvilhar

 

Calda de Açúcar:

  • 50gr açúcar
  • 50ml água

 

Compota de Framboesa:

  • 100gr framboesas
  • 75gr açúcar
  • 1/2 limão: sumo

 

Creme de Manteiga:

  • 80gr manteiga sem sal bem macia à temperatura ambiente
  • 80gr açúcar em pó
  • 1/4 colher de chá de extracto de limão ou sumo de limão coado

Como Fazer:

Bolo:

  1. Peneirar a farinha, fermento em pó e amido de milho duas vezes e reservar. Forrar 2 formas de 18cm com papel vegetal no fundo e untar as laterais. Ligar o forno a 160ºC.
    Vê aqui: Como forrar formas
  2. Colocar a manteiga na cuba da batedeira e bater durante 1 minuto.
  3. Adicionar o açúcar e bater até que fique bem cremoso, aproximadamente 4 minutos.
  4. Numa taça colocar os ovos e dar uma suave batidela.
  5. Adicionar ao batido da manteiga e açúcar, pouco a pouco garantido que é totalmente incorporado entre cada adição. Nesta fase se sentires que o creme quer começar a separar ou talhar, adiciona uma colher de sopa de farinha quando adicionares os ovos.
  6. Adicionar a baunilha caso utilizes e misturar bem.
  7.  Com um raspa ou salazar, envolver a farinha com suavidade.
  8. Dividir em duas formas, 330gr aprox. em cada uma e levar a cozer durante cerca de 30/35 minutos.

 

 

 

Calda de Açúcar:

  1. Colocar o açúcar e água num tacho e levar a lume até ferver. Reservar. Vê aqui como se faz: Calda de Açúcar

 

Compota de Framboesa:

  1. Colocar as framboesas e açúcar num tacho e levar a lume brando, mexendo regularmente para não queimar, até ponto de estrada suave, pois ficará mais firme depois de frio. Um pouco antes de retirar do calor, adicionar umas gotas de limão e provar, ajustar quantidade de sumo de limão a gosto.
  2. Colocar numa taça e cobrir de imediato com película aderente e deixar arrefecer por completo antes de utilizar. (Sabe mais sobre este tema aqui: Coulis

 

Creme de manteiga:

  1. Colocar a manteiga que deve de estar bem macia, na cuba da batedeira e bater 30 segundos.
  2. Adicionar o açúcar pouco a pouco e bater até obter um creme bastante cremoso, o que demora cerca de 5 minutos.
  3. Adicionar o extracto ou sumo de limão e bater até bem envolvido.

Montagem:

  1. Quando o bolo estiver cozido, colocar em cima duma grade de arrefecimento, passar uma espátula ou faca todo em volta, com cuidado para não partir, e deixar arrefecer dentro da forma 5 a 10 minutos.
  2. Passado esse tempo desenformar e deixar arrefecer por completo.
  3. Se necessário nivelar. (por norma não é e o aspecto rústico é até apreciado neste bolo)
  4. Colocar um pouquinho de creme no prato para ajudar a fixar o bolo e colocar uma das camadas.
  5. Aplicar calda de açúcar com ajuda de um pincel de cozinha.
  6. Aplicar compota de framboesa de forma generosa.
  7. Na outra camada, e no lado que vai casar com a compota, aplicar calda de açúcar de igual forma e aplicar o creme de manteiga.
  8. Casar as duas camadas de bolo, polvilhar com açúcar em pó e servir.

Nota: este bolo deve ser consumido no dia, ou no máximo no dia seguinte. Deve ser guardado em temperatura ambiente, ou em caso de climas quentes no frigorifico.

Neste caso deve ser trazido a temperatura ambiente 1 hora antes de ser consumido para que a massa volte a ficar macia. (as massas amanteigadas ficam duras quando refrigeradas)

Em ambos os casos, deve ser mantido dentro duma caixa hermética, ou duma boleira para que não seque. 

Notas:

  • Se não tiveres tempo para fazer a compota, utiliza de compra. Escolhe uma de boa qualidade.
  • Poderás fazer mais quantidade e utilizar a restante em outras aplicações ou nos teus lanchinhos.
  • Em substituição do creme de manteiga podes utilizar:
    • chantilly simples:
      • 120ml de natas 
      • 25gr de açúcar
      • bater até que o chantilly fique firma para aplicar no bolo
    • Natas com mascarpone (uma melhor opção porque ficam mais firmes)
      • 100ml de natas
      • 50gr de mascarpone
      • 20gr açúcar em pó
      • Eliminar o soro do queijo e bater com o açúcar até que fique cremoso, adicionar as natas em fio e bater só até obter ponto para rechear.

Quando confeccionares esta receita,
partilha connosco o resultado 😍
Para podermos ver, identifica-nos:

@pastelaria.online no INSTAGRAM
@escola.pastelaria no FACEBOOK

Beijinho doce e Bons Bolos 🧁

Referências:

História: Royal Victoria Sponge Cake 

Sabe mais:

Receita: Coulis

Receita: Buttercream Americano

Receitas no teu email?

Subscreve a nossa newsletter e recebe todas as novidades quando ainda estão quentinhas.

Ocorreu um erro ao realizar a tua inscrição, por favor tenta novamente.
A tua assinatura foi realizada com sucesso.


Aceita a utilização de cookies e concorda com a política de privacidade deste site?